Por Redator da SalaryFits

Valorização de funcionários: como garantir e melhorar os resultados da empresa?

Um dos principais pilares que sustentam empresas de sucesso é a valorização de funcionários. Afinal, eles são os responsáveis por construir aquilo que permite não apenas a existência da organização, mas seu crescimento e melhoria constante de resultados.

A empresa que você trabalha valoriza os bons funcionários? Tem estratégias, políticas e iniciativas específicas voltadas para esse tema?

Se a sua resposta foi “não” para alguma das perguntas anteriores, continue a leitura para entender um pouco mais sobre como criar um ambiente de reconhecimento, que realmente impulsiona os resultados do negócio!

Por que a valorização dos funcionários é tão importante e traz benefícios para empresa?

Sabendo que os colaboradores são, em grande medida, responsáveis pelos resultados dos projetos iniciados pelas organizações, não é estranho pensar que, se eles se sentem valorizados naquele ambiente, possivelmente se dedicarão ao trabalho com mais energia e compromisso, certo?

A valorização dos colaboradores por parte da empresa é um investimento relevante, capaz de trazer resultados para o curto, médio e longo prazo. 

Alguns dos benefícios resultantes desse investimento são:

  • aumento da motivação dos funcionários;
  • melhoria do ambiente e clima organizacional;
  • redução do turnover e melhoria da retenção de bons colaboradores;
  • atração de novos talentos;
  • vantagem competitiva frente aos concorrentes;
  • melhoria da imagem da empresa perante clientes e o mercado em geral;
  • impulsionamento dos resultados de negócio.

O papel do RH e gestão de pessoas

Em primeiro lugar, é importante saber que a identificação de demandas dos funcionários, em termos de valorização profissional, e o desenvolvimento de programas e políticas que atendam às necessidades é de responsabilidade da equipe de recursos humanos. 

Por isso, os profissionais do setor precisam estar preparados para participar ativamente de todo o processo, desde a identificação de deficiências no processo de valorização do colaborador, passando pelo convencimento da alta gestão sobre a importância do tema, até a implementação de estratégias que supram as carências diagnosticadas.

Ainda, outro papel fundamental do RH nesse processo de valorização de colaboradores está relacionado à observação de comportamentos, que vai além dos resultados numéricos. 

É fato que não temos controle sobre todas as variáveis envolvidas nos projetos desenvolvidos nas empresas. Nesse sentido, por mais esforço, dedicação e preparação que um determinado funcionário tenha empenhado em alguma meta, não é possível garantir que o investimento será revertido em conquistas, lucros e melhoria de processos. 

Os responsáveis pela gestão de pessoas precisam permanecer atentos para valorizar e reconhecer não só funcionários que, objetivamente, conseguem alcançar bons números, mas também aqueles que mostraram esforço e garra e, por qualquer razão, não conseguiram alcançar o resultado almejado.

Ações que mostram valorização dos colaboradores

Lembrando que a valorização dos colaboradores está diretamente relacionada ao reconhecimento profissional de cada uma deles, fica fácil perceber que, nem sempre, ela acontecerá por meio de recompensas financeiras

A compensação monetária, como forma de reconhecer os bons funcionários, é apenas uma das formas possíveis de mostrar que a empresa se preocupa e realmente considera os esforços que eles fazem em prol dos projetos e resultados. 

Existem diversas outras estratégias capazes de demonstrar que a organização valoriza quem faz um bom trabalho. Conheça 4 delas:

1- Cultura de feedback

Como o próprio nome indica, a existência de uma cultura de feedback envolve muito mais que ações isoladas de incentivo às conversas transparentes. 

Uma cultura de feedback sólida envolve todas as relações, processos e políticas da empresa, demandando que líderes, liderados, fornecedores, clientes e setor de gestão de pessoas estejam alinhados em relação à importância desse tipo de compromisso para o crescimento de todos os envolvidos e para a melhoria dos resultados.

Para isso, além do trabalho de convencimento e preparação de todos, a empresa precisa criar estruturas formalizadas para que o feedback aconteça de maneira recorrente. Alguns exemplos de ferramentas que facilitam essa implementação são os formulários de acompanhamento de clima organizacional, NPS e e-NPS.

A existência de feedback estruturado não deve, de forma alguma, substituir a importância do reconhecimento rotineiro quando um bom trabalho é feito. Quando as lideranças comunicam de forma clara que estão satisfeitas com o desempenho dos colaboradores, os mesmos se sentem mais confiantes, reconhecidos e, consequentemente, mais engajados.

2- Onboarding estruturado

Você já ouviu a expressão “a primeira impressão é a que conta”? Pode até ser que as pessoas mudem sua percepção após o primeiro contato com a empresa, mas não há como negar que as primeiras experiências de um colaborador dentro da organização têm grande relevância na sua trajetória profissional lá dentro.

O processo de onboarding representa a forma que a empresa executa a recepção e integração dos novos colaboradores, contextualizando-os sobre a cultura organizacional, objetivos de negócio, rotinas e outros aspectos relevantes. 

Quando bem feito, novos talentos se sentem mais acolhidos, valorizados desde o início e claro, têm mais clareza sobre seu papel na empresa e a contribuição que é esperada dele.

3- Benefícios corporativos

Impossível não citar os benefícios corporativos, certo? O mercado está cada vez mais competitivo na busca por profissionais qualificados e, por isso, quem não oferece benefícios atrativos fica para trás nessa disputa

Os profissionais levam em consideração diversos fatores ao optar por uma ou outra empresa, e os benefícios oferecidos, complementares ao salário, ocupam posição de destaque na escolha.

Por isso, é importante entender quais benefícios são relevantes para os profissionais que a empresa busca atrair e reter, avaliando o que é oferecido pelos principais concorrentes e o que é viável implementar dentro do contexto atual da empresa.

Uma iniciativa que traz bastante praticidade e ajuda a aumentar a cartela de benefícios oferecidos, sem aumento considerável de investimentos, é contar com uma plataforma de benefícios flexíveis, em que a empresa e o funcionário podem optar pelo que for mais útil e conveniente.

Se quiser saber mais sobre benefícios corporativos e como implementar na sua empresa clique aqui

4- Eventos e momentos de integração

Outra iniciativa interessante para valorização dos funcionários é a realização de eventos e momentos focados em integração. Além de ajudar, claro, na criação de vínculos e facilitar as relações no ambiente profissional, essas ocasiões ajudam a tirar um pouco das pressões por resultado e, ainda, mostra a preocupação da empresa em relação ao bem-estar dos colaboradores.

Vale lembrar que eles podem envolver todos os colaboradores ao mesmo tempo ou serem feitos entre times específicos, podem ser durante o expediente ou um “happy hour”,ou ainda uma palestra sobre algum tema de interesse geral. 

As opções são muitas e o mais importante é manter esses eventos como um calendário desenvolvido pelo RH, tornando-os parte da rotina dos colaboradores e, por fim, da cultura organizacional.

As quatro estratégias que citamos acima são alguns exemplos do que você pode começar a estruturar agora, como profissional de gestão de pessoas, para melhorar significativamente a valorização dos colaboradores na empresa em que você trabalha.

Se quiser começar com a cartela de benefícios mais atrativa, conheça agora os que são oferecidos na plataforma da SalaryFits!